• REDAÇÃO MARKET9

Risotto de camarões e vieiras finalizado com funori.

Estávamos sentindo muitas saudades da nossa querida Chef Aemi Maeda!

Neste post ela traz sua inspiração criada durante o feriado de "obon yasumi" - férias de verão - no Japão.


"Olá!

Pensaram que não iam mais ler meus textos?

Pois então... olha eu aqui! Tive um começo de ano beeeeeem “isogashii” como dizem aqui na

língua local, ou no bom português: CHEIO. Cheio de trabalho graças à Deus e cheio de dores

também. Por pouco achei que não ia nunca mais cozinhar! Comecei a sentir muito

formigamento na minha mão direita e cheguei a parar de cozinhar por alguns dias para me

poupar e cuidar, para não agravar a situação. Não fui ao médico... ainda. E espero não ir. Estou

usando uma munhequeira no trabalho e muito salompas!!! Passei a incluir alongamentos das

mãos e pulsos diariamente além das minhas práticas semanais de tai chi chuan e kung fu.

Mas mudando de assunto... vamos falar de comida?

Essa semana foi feriado (Obon Yasumi ou férias de verão) e resolvemos passar alguns dias na

praia. Escolhemos a região de Shimoda (Shizuoka) localizada na península de Izu. Uma região

super interessante, cheia de natureza e praias que não deixam nada a desejar. Ficamos num

ryokan, que é uma pousada estilo japonês, com onsen (piscina de água termal) e futon pra

dormir ao invés de camas.

Não tinha café da manhã, mas na rua de baixo do ryokan, havia um restaurante bem simples

que servia o “Assa Gohan” (café da manhã japonês) com shirogohan (arroz) quentinho, aji

(sardinha) e missoshiro. E esse missoshiro... tinha um ingrediente que eu nunca tinha visto:

uma espécie de alga de coloração avermelhada. Lógico que isso já me chamou a atenção e

corri pra internet procurar e achei: funori!

Mais tarde, andando pelos mercadinhos locais, eis que vejo a funori num pacotinho,

desidratada pronta para ser comprada por mim (risos). Já comecei a pensar em como eu

poderia usá-la sem ser no missoshiro.

Já de volta em casa, pensei muito em fazer um risotto que é um prato que eu amo e fazia

muito no Brasil. Aqui é difícil encontrar o arroz arbóreo ou carnaroli e quando encontramos é

caro. Mas mesmo assim, eu tinha um pacote de carnaroli que encontrei por um milagre num

mercado de importados em Nagoya. Bom... sei que isso não é muito comum mas arrisquei. A

alga funori tem um sabor que lembra o mar... e então, a base tinha que ser um risoto de frutos

do mar.

Segue a receita. Mas já aviso: nunca vi essa alga no Brasil. Então... se não achar, simplesmente

não use. Fique só com o risotto que está mais do que bom.

Risotto de camarões e vieiras finalizado com funori.





Risotto

180g de arroz arbóreo ou carnaroli;

¼ de cebola em brunoise (picado pequeno);

1 colher de sopa de azeite;

150 – 200g de camarão médio;

100g de vieiras frescas;

1 concha de vinho branco da sua preferência;

1 colher de sobremesa de manteiga gelada sem sal.


Caldo

1,5L de água;

1 cenoura lavada;

¾ de cebola (depois você vai usar o restante ¼ no risoto);

1 talo de salsão;

Cascas de camarão

Modo de preparo

Comece pelo caldo. Lave a cenoura e corte em rodelas. Não precisa descascar. Corte a cebola

em pedaços grandes, sem muita frescura e o talo de salsão também (inclusive as folhas). Você

vai ter que lavar os camarões para o risotto. Reserve as cascas para o caldo. Junte tudo numa

panela com a água e fogo! Espere ferver, abaixe o fogo bem baixinho e deixe cozinhando por

uns 30 ou 40 minutos.

Tempere os camarões limpos e as vieiras com sal e pimenta. Reserve. Corte aquele ¼ de cebola

que não foi para o caldo em brunoise. Aqueça uma panela e coloque o azeite. Salteie os

camarões primeiro e depois as vieiras. Retire e reserve. Nessa mesma panela, acrescente um

pouco mais de azeite e sue a cebola picada. Acrescente o arroz e faça a “tostatura” que é esse

processo de envolver os grãos de arroz na gordura (no caso o azeite). Coloque a concha de

vinho branco e siga deglaceando e misturando. Assim que o vinho reduzir, comece

adicionando o caldo de concha em concha aos poucos, sempre esperando reduzir e

misturando para desenvolver o amido do arroz e dar cremosidade. Talvez você não use todo o

caldo. Assim que o arroz ficar aldente, acerte o sal, volte com os camarões e vieiras e adicione

a colher de manteiga gelada para montar (encorpar) o risoto. Misture tudo muito bem.

Sirva em seguida, decorando com um pouco da alga funori, que eu hidratei previamente em

água quente por alguns minutos."


Chef Aemi Maeda


#risotto #funori #camarão #vieiras #japão #arroz

12 visualizações
Perfil-Market9.jpg

Market9 Brasil desde 2016.

Aclimação | São Paulo/SP | Brasil

  • Facebook - círculo cinza